3 países que apoiam Bitcoin

Atualmente mais países tem aceitado Bitcoin. Desde que foi criado, o nivel de popularidade do Bitcoin só tem aumentado. Podemos perceber isso pela sua valorização.

Além de ser usada para transações, a tecnologia por trás do Bitcoin é muito atrativa.

Uma das suas principais características é que ela possui uma criptografia independente, ou seja, não está vinculada a nenhum governo e nenhum banco a controla.

Alguns países não permitem sua utilização, mas o tempo e a popularidade do Bitcoin estão abrindo muitas portas e aumentando sua aceitação ao redor do mundo.

Quais países onde o Bitcoin é legal?

 

Países que aceitam Bitcoin:

 

1 – USA

 


Fonte: Cointelegraph

 

Os Estados Unidos olham para o Bitcoin de forma positiva e possui várias agências trabalhando na prevenção do uso do Bitcoin de forma ilegal.

O Tesouro dos EUA definiu o Bitcoin não como uma moeda, mas como negoóio de serviços monetários (MSB). É um termo legal usado por reguladores financeiros para descrever empresas que transmitem ou convertem dinheiro.

 

2 – Canadá

 

Fonte: Cointelegraph

 

O modo como o Canadá enxerga o Bitcoin é bem parecida ao dos EUA. A Agência de Receita do Canadá classificou o Bitcoin como uma commodity, isso significa que as transações realizadas com o Bitcoin são definidas como transações de troca e a renda gerada por essas transações é considerada a renda de negócio.

 

3 – Japão

 

Fonte: Cointelegraph

 

O Bitcoin no Japão além de ser uma tendência, está virando moda. O governo japonês tem um posicionamento a favor do Bitcoin.

Em 2017 o Japão reconheceu oficialmente as moedas digitais como meio de pagamento.

A decisão não colocou o bitcoin com obrigação nos termos da Lei Bancária e da Lei de Câmbio. Isso impede que bancos e empresas de valores mobiliários negociem em bitcoins.

A decisão também reconhece que não há leis para proibir pessoas físicas ou jurídicas de receber bitcoins em troca de bens ou serviços e que o Bitcoin pode sofrer impostos.

A cidade de Hirosaki realizou uma campanha aceitando oficialmente doações em bitcoin com o objetivo de atrair turistas internacionais e financiar projetos locais.

 

Conclusão

Percebe-se que a adesão de países ao Bitcoin está se tornando mais comum. Esses são os primeiros passos para o reconhecimento global do Bitcoin como moeda de troca e reserva de valor.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *