Bitcoin é aceito na Bolsa de Chicago (CME Group)

Mais um acontecimento que veio para fortelecer o mercado de criptomoedas. O CME Group informou nesta sexta-feira, 01/12,  que lançará contratos futuros de Bitcoin a partir do dia 18 de dezembro. Fornecerá uma plataforma de negociação regulamentada para o mercado futuro de criptomoedas.

 

O que é?

O CME Group é o principal mercado de derivativos do mundo e dono da bolsa de Chicago. A gama de contratos futuros, tecnologias e serviços é o padrão da indústria. Usado por gestores de ativos, bancos, corporações, fundos de hedge e empresas que negociam carteiras próprias.

 

 

O presidente e CEO da CME, Terry Duffy, fez o anúncio na sexta-feira, revelando que a bolsa recebeu a aprovação da Comissão de Negociação de Futuros de Mercadorias dos EUA (CFTC) para começar a negociar futuros de bitcoin.

 

 

“Estamos satisfeitos em trazer os futuros da Bitcoin para o mercado depois de trabalhar em estreita colaboração com a CFTC (Commodity Futures Trading Commission) e os participantes do mercado para projetar uma oferta regulada que proporcionará aos investidores transparência, descoberta de preços e capacidades de transferência de risco”, disse Duffy.

 

 

O CME Group (Bolsa de Chicago) é a empresa controladora das seguintes bolsas:

  • Chicago Mercantile Exchange (CME)
  • New York Mercantile Exchange (NYMEX)
  • Chicago Board of Trade (CBOT)
  • Commodities Exchange (COMEX)

 

O mundo quer evoluir

As pessoas são impulsionadas pelo desejo de progredir e crescer em termos econômicos, sociais e comerciais.

 

 

No CME Group, seu papel é aproximar esse futuro almejado, ajudando empresas, investidores e instituições a gerenciar os riscos que os separam do progresso. Quebrando barreiras industriais, geográficas e econômicas para que o mundo avance.

 

Conclusão

O lançamento dos primeiros contratos futuros de bitcoin em uma corretora regulada dos EUA é um momento decisivo para o setor de criptografia. Não só proporcionará aos comerciantes profissionais a opção de bitcoin, mas também abrirá portas para a criação de possíveis ETF (Exchange Traded Funds) de Bitcoin.

Provavelmente atrairá as firmas de Wall Street a se envolverem diretamente com bitcoin e outros ativos digitais. Em última análise, o primeiro comércio de futuros bitcoin poderia ser lembrado como o evento que garantiu a entrada do bitcoin no setor de serviços financeiros convencional.

A CME não é a única que adicionou futuros de bitcoin às ofertas de produtos. O CBOE (Chicago Board Options Exchange) já manifestou seu desejo de listar esses produtos e, apenas nesta semana, o Wall Street Journal informou que a Nasdaq Inc. espera listar futuros de bitcoin em uma de suas trocas americanas durante o primeiro semestre de 2018.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *