FedEx usará Blockchain para revolucionar o setor de logística

FedEx , uma das maiores empresas de entregas no mundo, está voltando-se para a tecnologia descentralizada. Implementando soluções usando o Blockchain.

 

 

Recentemente publicamos uma matéria falando do grande impacto que a implementação do Blockchain causaria em sistemas de logística. Confira aqui.

 

Melhorias

FedEx está trabalhando com a Blockchain in Transport Alliance (BiTA). É um grupo de trabalho de empresas líderes de logística e se reúnem para desenvolver e implementar a tecnologia blockchain entre as operações diárias.

Primeiro divulgado pela publicação da indústria FreightWaves, a FedEx está especificamente estudando a criação de padrões de logística uniformes para aplicativos de cadeias de blocos em toda a indústria.

 

 

A tecnologia Blockchain pode ser um recurso chave para melhorar a experiência do cliente, fornecendo dados seguros e transparentes, de acordo com o vice-presidente de planejamento estratégico da FedEx Freight, Dale Chrystie.

“Temos milhões de registros por dia em nosso sistema, e pensamos em blockchain como uma cadeia de custódia segura que poderia transformar o setor de logística. Acreditamos que isso é bastante promissor nesse espaço e agilizará toda a troca de dados de forma muito segura “.

 

Conclusão

O setor de logística e frete está particularmente preparado para a interrupção da transformação pela tecnologia blockchain. Um livro contábil descentralizado, imutável e em tempo real, poderia diminuir significativamente o custo operacional aumentando a eficiência e tempos de resposta mais rápidos para um processo de cadeia de abastecimento mais rápido.

O vice-presidente sênior de serviços da FedEx, Kevin Humphries, destacou a importância de oferecer transparência total aos clientes que utilizam os serviços de frete e logística da empresa.

“E o blockchain está abrindo a porta para isso, dando aos clientes ainda mais visibilidade ao seu pacote antes que ele chegue em nossas mãos e depois que ele sai de nossas mãos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *